A infância de Mozart é tema da série “Música em Pauta”, dia 9 de julho, no CEIM

O próximo encontro da série “Música em Pauta”, promovida pelo Centro de Estudo e Iniciação Musical da UFF, traz o professor de História da Ópera, Robson Leitão, falando sobre a infância do menino prodígio Mozart. O evento acontece na próxima sexta-feira, 09 de julho, na sede do CEIM-UFF, às 18h30, com ingresso simbólico de R$5,00.




O austríaco Wolfgang Amadeus Mozart é um dos maiores nomes da música universal e sua fama vem muito das obras da maturidade. Mas, em sua época (final do século XVIII), o menino Mozart, até completar 12 anos de idade, foi muito mais famoso que o Mozart adulto. Somente a partir do final do século XIX é que suas obras, compostas na fase madura, como as óperas “Don Giovanni” e “A flauta mágica”, seriam reconhecidas como um trabalho genial, imortalizando o nome de Mozart.

Mas o Mozart menino, com certeza um verdadeiro prodígio musical, era exibido e, literalmente, alardeado como um fenômeno por seu pai, Leopold, que desejava obter, através do filho, fama e segurança financeira. Porém, independente da vida atribulada por inúmeras e longas viagens desgastantes para sua saúde, o pequeno Mozart demonstrava o enorme talento musical que possuía, interpretando composições suas e reestruturando, mentalmente e de imediato, as que ouvia uma única vez, o que deixava a todos estupefatos. Até aos 12 anos, aclamado por onde passava como “genial”, Mozart compôs inúmeras pequenas obras primas, entre as quais a impressionante “Missa do Orfanato” e as óperas cômicas “La finta semplice” e “Bastien und Bastienne”, sendo esta última composta, por encomenda, com base na ópera “Le devin du village”, escrita pelo filósofo Jean-Jacques Rousseau.

A infância de Mozart é o tema instigante e polêmico que o prof. Robson Leitão conduzirá, durante o “Música em Pauta”, enfocando os estudos rigorosos, as constantes viagens, o elo com sua irmã Nanerl e a forte e autoritária influência do pai Leopold.




ROBSON LEITÃO, mestrando em Literaturas Hispano-Americanas na UFF, é comunicólogo, formado pelo Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF, e vem atuando em diversas áreas artísticas, principalmente no âmbito da música erudita. Em 2005 e 2006, realizou a pesquisa textual sobre os compositores selecionados para os CDs e DVDs “Aurora Luminosa” e “Alma Brasileira”, da Orquestra Sinfônica Nacional – UFF, e fez a coordenação geral de produção da ópera “Bastien & Bastienne” (2006), de Mozart, produzida pelo Centro de Artes UFF. No Centro de Estudo e Iniciação Musical - UFF integra o quadro de professores, ministrando cursos relacionados à História da Ópera.


Serviço:

09 de julho 2010 – 18h30 – Série Música em Pauta – “O menino Mozart”

Com Robson Leitão (prof. de História da Ópera)

Local: CEIM – UFF. (Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói – RJ) - Tel.: (21) 2629-5256)

Vagas limitadas: reservas por telefone.

Censura: Livre

Ingresso: R$5,00 (valor único).

Comentários